Buscar
  • Mestre Eduardo Gerken

Escola Shaiva Yoga

Atualizado: Out 29



Shaiva Yoga é a escola tradicional fundada no século X ao norte da Índia e os ensinamentos milenares, anteriores aos Vedas e posteriormente codificados, formaram o sâdhana ou a prática do Yoga com um extenso conjunto de técnicas físicas, mentais e energéticas que proporcionam longevidade e uma espiritualidade saudável e natural através do autoconhecimento, do equilíbrio e discernimento.

Além da vasta literatura, a principal característica nessa tradição é dos mestres ou professores ensinarem diretamente a prática aos alunos no ashram ou escola de Yoga, de forma contínua, diária ou semanal.


Em nossa escola é tradição mantermos vários horários e turmas com pequenos grupos de Aulas Regulares e do Curso de Formação para que a orientação seja individual e personalizada. Os alunos inscritos no Curso de Formação também têm a oportunidade de praticar Yoga diariamente, conforme sua disponibilidade, em frequentar as Aulas Regulares e Aulas Extras oferecidas pela escola sem acréscimo na mensalidade. O avanço é notável.

Cada passo no desenvolvimento do aluno é orientado desde o início, tanto nos seus limites quanto nos seus potenciais mais fortes, e principalmente pela maneira mais objetiva com melhor resultado.

Assim, em sua evolução, o praticante deve compreender:


1.As práticas externas são as que tratam do reequilíbrio e relaxamento, da ética, das posições yogis, do controle da respiração e dos sentidos.


2.As práticas internas são as que tratam da concentração, meditação e samâdhi.


No Shaiva Yoga as práticas externas são realizadas em diferentes sequências de exercícios de reequilíbrio que trabalham: 1º as articulações, 2º órgãos internos e abdome, 3º controle do estresse e consciência corporal, 4º mobilidade do quadril e coluna, 5º flexibilidade e equilíbrio, 6º força e resistência, 7º controle da respiração.


Assim o praticante está apto a desenvolver as 10 classes de exercícios ensinadas passo a passo em 3 tipos de técnicas.


As práticas internas somente terão sucesso com a correta execução e realização das práticas externas. Após uma aula que trabalha a flexibilidade, a força e o equilíbrio, vêm um excelente relaxamento. Muitos resultados considerados avançados ou internos surgem da capacidade de introspecção proporcionado pelo relaxamento total do corpo e mente e no momento em que o praticante está apto.

Sendo assim, desde o início utilizamos técnicas internas mais suaves de concentração e meditação, com menor ou maior grau de dificuldade, em menor ou maior tempo, de acordo com a capacidade do aluno. Quando uma prática for difícil recorremos a outra, tão eficaz quanto, que permita seu domínio mais facilmente, obtendo resultados surpreendentes.


Já na primeira aula é possível perceber os benefícios do Yoga.


Tendo facilidade em dominar a posição física e regularizar a respiração, é possível a prática da concentração.


"Ninguém pode obter a perfeição no Raja Yoga sem o Hatha Yoga e vice-versa. Assim, para alcançar a perfeição no Raja Yoga, deve-se praticar e cultivar ambos."

Hatha Yoga Pradípika, capítulo II, verso 76.


Na introdução do livro Yogásanas, prânayâma, mudrá e bandha, o famoso mestre Paramahamsa Satyânanda Sarasvatî nos traz importantes ensinamentos sobre os benefícios gerais dos ásanas ou posições yogis:


"Durante a prática dos ásanas, os sistemas nervoso, endócrino, respiratório e circulatório e os órgãos de excreção são trabalhados ao mesmo tempo em que os sistemas muscular e ósseo, obtendo como resultado um harmonioso funcionamento de cada um. Os ásanas tornam o corpo flexível e facilmente adaptável às mudanças no meio ambiente. As funções digestivas são estimuladas para que os sucos digestivos, saliva, enzimas fluam em quantidade adequada. Além disso, os sistemas simpático e parassimpático são equilibrados, de forma que os órgãos internos controlados por eles tenham uma atividade adequada."


Após o domínio da posição (ásana), vem o controle da respiração (prânayâma). Controlando a respiração pode-se facilmente controlar todo nosso organismo. A saúde e o segredo da juventude dependem da respiração correta. A respiração é o primeiro e o último ato da vida. É um ato vital que o humano executa com todo o ser. Devemos entender por capacidade vital a maior quantidade de ar que um homem possa inalar após uma longa e completa expiração. Da mesma forma, todos os impulsos têm origem na maneira de respirar. O modo como o fazemos reflete, assim, a maneira de ser; é a expressão direta do seu estado de vida, da maneira de viver e de seu modo de se relacionar com o mundo. Assim, o yogi alcança a longevidade com melhor qualidade de vida.


No Shaiva Yoga, as práticas externas trazem a capacidade de executar quaisquer tipos de meditação, seja 1º concreta, 2º sutil, 3º abstrata, e é dividido em Raja, Nâda e Laya: concentração, percepção e silêncio.


Mestre Eduardo Gerken



76 visualizações

Fale Conosco

R. Benjamin Constant, 386 - Centro.

Curitiba PR.

shaiva.contato@gmail.com  |  Telefone (41) 3079 84 03 WhatsApp: (41) 99175 29 84

  • Facebook Shaiva Yoga
  • Instagram Shaiva Yoga